terça-feira, julho 26, 2005

duas coisas que odeio e uma coisa que desejo

- Odeio quando a vaga pede pra você dizer sua pretensão salarial.
- Odeio quando acham que webDESIGNER tem que saber programar.
- Queria que o shoutcast funcionasse.

segunda-feira, julho 25, 2005

remember, remember, the 5th of november

Será o dia em que os irmãos matrix irão cagar uma excelente história. Eu sei que é babaquice falar mão do que ainda não se viu, mas eu não posso me conter. Já ouvi diversas notícias sobre o filme do V de Vingança, mas nenhuma delas é tão poderosa e emblemática quanto o próprio trailer.

Estou mais que com o pé atrás, já andei praticamente uma maratona de costas com esse filme. Mas mesmo assim tenho alguma esperança, porque amo V. Logo que saiu o poster, fiquei ressabiado pois diz que "uma visão descompromissada (será que traduz assim?) do futuro é trazida pelos criadores da trilogia matrix"; como se V não fosse uma criação do Alan Moore e seu parceiro David Lloyd . Em vista das decepções que estão acontecendo acerca do filme a Mi acha uma coisa boa, já que se o filme for uma meleca, não vão achar que é culpa do Moore.

E agora vou explicar porque o trailer fudeu tudo: Até que estava indo bem, umas imagens interessantes, boa movimentação do V e apresentação da idéia por trás da coisa (apesar de alguns exageros, como ficar rodopiando as adagas). Mas perto do final vem a bomba: V lança adagas em bullet time! ARRRRGHHHHHHH - Porrraaaaa! Puta Merdaaaa! E ainda tem gente que chama esses irmãos de criativos! Como assim?!

Bom, assistam vocês mesmos.


mas lembrem-se, bom ou ruim, o filme saiu de um quadrinho MUITO bom que é do ALAN MOORE

people who died

Na onda de LAND OF THE DEAD, peguei algumas músicas da trilha sonora do Dawn of the Dead, que são excelentes. Tem um sarcasmo fenomenal junto com um desprezo incrível. E vou postar aqui a letra de uma delas

Jim Carroll Band - People Who Died

Teddy sniffing glue he was 12 years old
Fell from the roof on East Two-nine
Cathy was 11 when she pulled the plug
On 26 reds and a bottle of wine
Bobby got leukemia, 14 years old
He looked like 65 when he died
He was a friend of mine

Refrain:
Those are people who died, died
Those are people who died, died
Those are people who died, died
Those are people who died, died
They were all my friends, and they died

G-berg and Georgie let their gimmicks go rotten
So they died of hepatitis in upper Manhattan
Sly in Vietnam took a bullet in the head
Bobby OD'd on Drano on the night that he was wed
They were two more friends of mine
Two more friends that died / I miss 'em--they died

Repeat Refrain

Mary took a dry dive from a hotel room
Bobby hung himself from a cell in the tombs
Judy jumped in front of a subway train
Eddie got slit in the jugular vein
And Eddie, I miss you more than all the others,
And I salute you brother/ This song is for you my brother

Repeat Refrain

Herbie pushed Tony from the Boys' Club roof
Tony thought that his rage was just some goof
But Herbie sure gave Tony some bitchen proof
"Hey," Herbie said, "Tony, can you fly?"
But Tony couldn't fly . . . Tony died

Repeat Refrain

Brian got busted on a narco rap
He beat the rap by rattin' on some bikers
He said, hey, I know it's dangerous,
but it sure beats Riker's
But the next day he got offed
by the very same bikers

Repeat Refrain


E agora um pouco de trivia. Jim Carroll é um músico e poeta americano, que provavelmente é mais conhecido dos leitores desse blog como o personagem principal de "Diários de Adolescente", aquele filme do Leonardo DiCaprio sobre um adolescente que vivia jogando basquete, se drogando e se prostituindo.

sexta-feira, julho 22, 2005

quarta-feira, julho 20, 2005

he`s dead jim


R.I.P. James Doohan.
O segundo ator regular da Série Clássica a morrer.

segunda-feira, julho 18, 2005

chinese burn

curve - chinese burn

She burns friends like a piece of wood
And she's jealous of me because she never could
Hold herself up without a spine
And she'll look me up when she's doing fine
Because the rage it burns like Chinese torture
She's just someone's favourite daughter
Spoilt and ugly as she willingly slaughters
Friends and enemies they're all the same
They'll burn her name
And crush her fame

She'll break a promise as a matter of course
Because she thinks it's fun to have no remorse
She gets what she wants and then walks away
And she doesn't give a f**k what you might say
Because it cuts her up like Irish mortar
Mother's pride is what we taught her
Soiled and petty as we happily taunt her
Friend or enemy we're all to blame

If she sits still like she knows she could
She could win this game and be the queen for good
Save herself up for the cream of the crop
Then she'll look us up when she's ready to stop
Because the rage it burns like Chinese torture
She's just someone's favourite daughter
Spoilt and ugly as she willingly slaughters
Friends and enemies are all that came
To burn her name
Crush her flame
We're all to blame

Essa música foi uma amiga da Carol que me recomendou. E até agora não consegui pegar, não a original, só um remix total frenético, que é legal, tocaria na UP fácil. E a letra é muito legal também, conheço uns (umas) torturadores (as) chineses(as) por aí.

domingo, julho 17, 2005

alfazema

Pois é, nem tudo é um mar de rosas na Google.

sexta-feira, julho 15, 2005

Beside you in time

I am all alone this time around
Sometimes on the side I hear a sound
Places parallel I know it's you
Feel the little pieces bleeding through
And on

[Chorus]
This goes on
And on
And on
And on
And on
And on
And on
This goes on
And on
And on
And on
And on
And on
And on
And on

Now I've decided not to stay
I can feel me start to fade away
Everything is back where it belongs
I will be beside you before long

[Chorus]

Ohhhh we will never die
Beside you in time
Ohhhh we will never die
Beside you in time

quinta-feira, julho 14, 2005

mutarelli

Bom, ontem fui sozinho numa das palestras do Mundo dos Quadrinhos. Os palestrantes eram bons, e mais importante ainda, entre eles estava o professor Waldomiro, com quem eu precisava falar.

A palestra foi, pra variar, muito boa. E minha conversa com Waldomiro foi breve, direta e frutífera. E eu até consegui uma carona com ele pra voltar pra casa. Mas não fui o único. No banco de trás estavam Lucimar e Lourenço Mutarelli.

Pra quem é fã, fica aí o sentimento de inveja. Até convidado pra um café eu fui, mas não havia como.

Hoje eu vou de novo ao evento, conversar com a Sônia Luyten, será que vou esbarrar com mais alguma figura importante e gente boa?

quarta-feira, julho 13, 2005

wikipedian

Bom, acabo de fazer o Are You a Wikipediholic Test. Meu resultado foi 94, que é um número bom, pois de acordo com a tabela:

0 - 79 A well-balanced attitude that may benefit by spending more time on WP.
80 - 140 This is the optimal, most productive range.
141 - 224 You are addicted to Wikipedia.
225+ Scores in this range are commonly fatal.
400+ You played a major part in creating Wikipedia or are a ghost. Good job

O simples fato d'eu estar falando sobre a Wikipedia, e estar divulgando meu resultado no teste aqui no blog influenciaram no resultado do mesmo.

Agora, se você está no meu blog e não conhece a wikipedia, nem venha me perguntar o que é. Aliás, aproveite pra visitar os dois artigos que eu comecei:

Hélio Lourenço de Oliveira (meu avô - estou trabalhando para expandir esse artigo aos poucos)

Anima Mundi



um wikipedian

quarta-feira, julho 06, 2005

back to SP


back to SP
Originally uploaded by f_mafra.
Voltei! O projeto arqueológico sofreu uma quebra no cronograma e foi dividido em duas temporadas, a segunda a ser realizada no final de agosto ou setembro.

Enquanto isso, eu até queria ficar em BH, mas alguns outros problemas e questões surgiram, inclusive financeiramente.

Como quero tentar mestrado em Agosto na USP (mais especificamente na FFLCH) acaba sendo mais vantajoso voltar pra cá, assim posso tentar ativar uns contatos acadêmicos enquanto estudo e preparo meu projeto para o escrutínio dos acadêmicos.

Portanto, aqui estou. Não foi uma decisão fácil, e só posso agradecer a Mi por ter me apoiado, e ainda estar apoiando, nisso.