sexta-feira, janeiro 25, 2008

seja gentil com estranhos 3

Hoje foi minha vez de ser gentil. Estava em um cruzamento próximo à estação Paraíso com o vidro arreganhado. Logo uma menininha pedinte se aproximou, e não podia por bem subir o vidro literalmente na cara dela. Então quando ela me pediu um trocado eu neguei, como faço de costume. Mas em seguida ela viu os dados de pelúcia que tenho pendurados em meu retrovisor, presente da minha irmã.

Ela logo os pediu, eu neguei com a mentira de que era um presente da ex-namorada, e se comprasse um novo não seria a mesma coisa. Ela então saiu dizendo que devia um presente a ela.

Foi então que me lembrei de uma Pucca do McLanche Feliz que estava perdida no carro. Procurei e logo dei para a menina, que feliz agradeceu.

Minha lógica foi: O que diabos um aliciador pode fazer com uma boneca de plástico? Não custa nada alegrar um pouco a vida da menina com um brinquedo inocente. Bem, na verdade custou, já que a Pucca não era minha, mas sim do Fábio.

5 comentários:

Natalie disse...

Ooooow, so sweet!! Talvez faria o mesmo, mas estou traumatizada com 2 tentativas de assalto e ando com o vidro fechadaço : /

Ricardo disse...

Isso me fez lembrar "A queda". Não é que seja o mesmo, mas tem sempre o lado viciante da gratidão. Mecanismo interessante.

De qualquer forma, apoiado.

Um abraço!

fmafra disse...

É impressão minha ou acabo de ser comparado com Hitler em seus ultimos dias?

tilda disse...

ou seja, vc terceirizou a caridade e ainda faz pose de bonzinho...

Fábio Lima disse...

uhaeuhae eu só não te uma pq....! rs!

Demais mafrinha!! Adorei o gesto..acho que teria feito a mesma coisa! :-)